quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Vampire Weekend - Contra (2010)

Começo o ano de 2010 falando a respeito de um disco que era um dos mais esperados para esse início de década: Contra, o segundo disco do Vampire Weekend, dono de um debut repleto de diversas influências exóticas. O segundo disco da banda nova-iorquina seguiu basicamente a mesma linha do anterior, com todas as já conhecidas e muito apreciadas "estranhezas" da banda. Porém dessas estranhezas surgiram outros rumos musicais, além do amadurecimento e uma aposta maior no experimentalismo.



O que acontece é que Contra tem a mesma mentalidade do homônimo, porém tem suas influências mais exaltadas e fluindo com uma força maior, com uma segurança maior. São tambores africanos, grunhidos estranhos, riffs de guitarra bem praianos, e uma aposta maior no poder dos sintetizadores, o que possivelmente tirou a doçura da banda que nós vimos brilhar em 2008 com seu lindo debut.

Em Contra, a gama musical da banda aumentou consideravelmente, já que o que prevalece em suma no disco são os sintetizadores. Quem esperava aquele som mais "cru", mais puro do primeiro disco, viu que dessa vez eles vieram com o experimentalismo estampado na cara e resolveram trabalhar em canções mais longas, calmas, e atmosféricas. Um pecado, vindo deles.



Apesar de não ter surtido tanto efeito quanto o homônimo, Contra tem seus pontos altos: Horchata, com sua batida grave eletrônica ao fundo, junto a seus tambores africanos e uma aura mais praiana; White Sky, ainda com a gama de sintetizadores porém com os doces e poucos riffs de guitarra e o viciante cantarolar de Ezra Koenig no refrão; Holiday, com um ritmo ágil e mais característico do debut da banda; e o ápice do disco, Cousins, com os estranhos e agudos gemidos de Ezra, a ágil bateria e a incansável guitarra que juntas lembram uma espécie de punk mais elegante e exótico.

Contra pode não ser a maravilha que todos esperavam, mas tem suas ressalvas, mesmo que a maioria do disco em si mostre um lado que o Vampire Weekend tentou investir, mas não obteve tanto êxito quanto todo aquele emaranhado de sons estranhos que vimos em seu debut. Com quase todas as bandas da atualidade entupindo seus discos com sintetizadores, o Vampire Weekend foi mais uma das bandas que caiu nesse clichê tolo de tentar mudar a essência que os consagrou. Espero que eles repensem esse rumo que eles resolveram tomar, e voltem com um terceiro disco mais estranho e exótico do que nunca, para só então termos de volta o verdadeiro Vampire Weekend, aquela banda que acha que veio da África da qual nós gostamos tanto.

Vampire Weekend - Contra (2010)
Nota: 6,5

01 - Horchata
02 - White Sky
03 - Holiday
04 - California English
05 - Taxi Cab
06 - Run
07 - Cousins
08 - Giving Up the Gun
09 - Diplomat's Son
10 - I Think UR a Contra



Link para download nos comentários.

2 comentários:

Anônimo disse...

Download (256kbps): http: //www. multiupload. com/ WRE31TDWKT

Ícaro disse...

cadê o link pra baixar???

Postar um comentário

> <
 
 
© DiscoPops. All Rights Reserved. Powered by Blogger. Designed by Ouch! Themes